Quinta-feira, 29.05.08

Quem é dono das palavras?

Quem "me" costuma ler sabe que o objectivo único subjacente à criação deste blog foi o de satisfazer o meu imenso gosto de "escrevinhar". A escrita é uma paixão que tenho desde que aprendi a escrever. Não sou escritora, nem nunca, em momento algum, tive pretensão de o ser. Estou longe, muito longe de ter algo que se pareça com o trabalho de um/a escritor/a. O blog é, ou pelo menos era, até hoje, uma das formas de me expressar,  das que mais prazer me dá.

 

Hoje recebi um comentário que me acusa de plágio e de usurpação do título do blog e da frase de apresentação do mesmo. Tal como já fiz noutra ocasião, passo a publicar o comentário em causa e a responder, através deste post, ao senhor que me acusa.

 

"De José Félix a 29 de Maio de 2008 às 14:46
Valer-se do título do meu blogue que existe desde o ano de 2003 e, ainda por cima, colocar a marca "a teia que te prende, envenena, suga, mata, é a vida" é de uma filha de putice que só acontece na blogosfera . Sucede que o meu blogue está registado no IGAC (Inspecção Geral das Actividades Culturais) e vou proceder como convém contra alguém que atenta contra a criação intelectual, e rouba descaradamente o trabalho dos outros.
Só denota uma mente mesquinha.

José Félix "

 

Caro Senhor,
 
Em primeiro lugar, perdoe-me por não lhe responder nos mesmos termos com que se dirige à minha pessoa. A educação que recebi e a minha postura na vida perante os outros não mo permite.
Em segundo lugar, utilizo este meio para lhe responder, pois não tenho outra forma de o fazer. Já o senhor, dispunha do meu nome e de dois contactos de mail no meu perfil, mas enveredou por um outro caminho. São formas de estar  e de actuar na vida... cada um tem as suas. Do que não me pode acusar, como fez nos comentários do seu blog, é de se tratar de um "gato escondido com o rabo de fora". Só não me contacta por mail quem não quiser.
Acusa-me, através do seu comentário e no post do seu blog, de me valer do título do seu blog... Pois bem, reconheço que os meus conhecimentos no que à escrita dizem respeito não podem sequer ser comparados aos seus, mas julgo também que não é preciso ser um conceituado linguista ou catedrático em semântica para concluir que "A Teia da Aranha" (título do seu blog) não é a mesma coisa que "Teia d'Aranha"... Onde está escrito que só o senhor pode utilizar os vocábulos "teia" e "aranha"? Eu "sou" uma mera teia de aranha, não sou a teia da aranha.
Quanto à frase que apresenta o blog, encontrei-a, em Janeiro, numa pesquisa da net. Achei a frase forte, cheia de significado e de simbolismo. Confesso que não sabia que a autoria era do senhor, não coloquei o nome do autor, mas coloquei aspas. E o que significam aspas? Significam que estamos a transcrever, a usar palavras de outrém. Penso, por isso, não ter violado os seus direitos de autor. Nunca foi meu intuito usurpar as suas palavras e passar por dona delas. Contudo, neste ponto, peço as minhas sinceras desculpas. Fui ingénua, não se tratou de nenhuma "filha da putice", tal como o senhor classifica. A frase será, por isso, retirada e substituída por uma de minha exclusiva autoria.

Num dos seus comentários do seu blog refere ainda que eu roubei a sua "propriedade intelectual", espero que esteja mesmo só a referir-se à frase que, repito, não roubei... transcrevi! Deve certamente ter reparado que os temas do meu blog e a forma como redijo em nada se assemelham aos do seu...

O senhor pareceu-me muito zeloso nos seus direitos e muito decidido em me denunciar seja lá onde fôr, pois, como disse, eu apenas escrevinho, não domino outras áreas. Perante isto, só me resta dizer-lhe que o senhor também deveria estar preocupado em proceder de outra forma, já que o modo como se dirigiu a mim (e por escrito) também é crime e chama-se difamação, previsto e punido por lei (pode, a título de curiosidade, consultar os artigos 180.º e 183.º do Código Penal).

Além disto, julgo que andar a mandar comentários aos donos dos blogs que estão "linkados" no meu, onde me chama de "ladra" e ameaça seguir adiante com outros procedimentos, não abona propriamente a seu favor. Mas, tal como já referi, cada um age da forma que acha correcta e que a sua índole permite. Caso o senhor deseje falar pessoalmente comigo, está à vontade para o fazer através dos contactos do perfil que sempre estiveram disponíveis.

Uma vez mais aceite as minhas desculpas por ter transcrito a sua frase.

Quanto aos seus futuros actos... a sua consciência ditará.

 

A todos os que involuntariamente foram envolvidos:

- peço desculpa por terem recebidos comentários com os quais nada tinham a ver;

- por existir algo chamado livre arbítrio, compreendo perfeitamente que possam querer retirar do vosso blog o link do meu, caso se tenham sentido enganados ou ofendidos na vossa boa fé. Caso desejem que eu retire também o vosso link do meu blog, não se sintam constrangidos. Podem fazê-lo. Eu entenderei perfeitamente.

 

Apenas queria "brincar" com as palavras quando "dei à luz" o meu blog... Nunca ofender ou prejudicar quem quer que fosse... O meu "crime" é gostar de juntar palavras...  

publicado por Teia d´Aranha às 22:49 | Comentar | Ver comentários (115)
Quarta-feira, 28.05.08

Shame on me

Dizem que de Espanha "nem bons ventos... nem bons casamentos", mas chegam bons desafios! Eu explico: uma menina que se encontra desterrada naquelas paragens, a Leuviah, achou por bem vingar-se da minha pessoa e, em vez de me enviar uns churros ou um torrão de Alicante, toca de me lançar um desafio! Este consiste em revelar coisas de que me envergonhe... (Obrigada, Leuviah, por teres arquitectado um plano infalível para acabar com o que de positivo ainda restava da minha imagem!)

Mas não vamos adiar o inadiável e toca de pôr a minha vidinha ao sol e tudo o que de "podre" ela encerra. Eu até poderia fazer-me de forte e dizer: "Epá, não tenho coisas de que me envergonhe e derivado disto e daquilo...", mas há! Há coisas que não confessei sequer às paredes, por isso sintam-se privilegiados por serem os primeiros a quem revelo que:

 

- não sei nadar. Já tentei várias vezes, cheguei mesmo a experimentar com uma bóia em forma de pato e com umas braçadeiras que me calharam numa promoção da Nesquik e... foi um fiasco!

- comentei uma vez que gosto muito de futebol e que sou daquelas que ouço o relato no carro, caso esteja a decorrer um jogo que me interesse particularmente... Olharam para mim como se de um E.T. se tratasse. Pelos vistos, é suposto uma "gaija" não fazer coisas dessas!

- sou dependente de chocolate. Chego a revistar a casa de ponta a ponta na esperança de encontrar um chocolatinho esquecido, um quadradinho que seja... Em caso de desespero, o de culinária também marcha!

- gosto de Bon Jovi, mas dos Bon Jovi pós-corte de cabelo. Pronto, confessei! Quando acabarem de rir, podem ler o resto, por favor?

- ando sempre com um caderno ou bloco de apontamentos atrás, onde anoto coisas de que não me quero esquecer, como o nome de uma música, de uma banda, uma ideia para um post ou uma simples compra de supermercado. Por vezes, até o faço enquanto vou a conduzir...

- até na casa-de-banho gosto de ouvir música e costumo ter  lá um leitor de cd's e uns quantos cd's que me apresso a retirar e a levar para um sítio mais convencional quando alguém vem cá a casa...

- não sou de chorar facilmente em situações "reais", no entanto, já dei comigo, não raras vezes, a limpar disfarçadamente lágrimas provocadas por um filme ou por uma música... E fico fula comigo mesma quando isso acontece! Pelos vistos, tenho um lado sensível e lamechas... típico de "gaija"...

- lido mal com certo tipo de elogios porque... me fazem corar... E como odeio corar! E depois há sempre quem diga: "não precisas de corar!". Pior ainda! Nunca digam isso a alguém que core! É que, aí, coramos a dobrar!

- embora só o faça quando estou sozinha... lambo (que mal que soa!) as tampas dos iogurtes, rapo com o dedo a taça com resto da massa de bolo e nem a lata de leite condensado escapa! Sei que é feio e mais não sei o quê, mas sabe-me tãooo beemmm...

- detesto ser fotografada! É um verdadeiro frete, quase suplício! Abomino aquela cena da pose e do sorriso fabricado para a posteridade! Quem quiser que me "apanhe" sem que eu dê conta, caso contrário... no way!

 

Pronto, agora que denunciei todas (quase todas...) as coisas sórdidas, repugnantes e nojentas que ilustram a minha vida... era suposto passar o desafio. Era suposto... mas não o vou fazer, pois o último desafio que gentilmente transferi a seis pessoas, só três o cumpriram... Curiosamente, foram os "gaijos" que se estiveram borrifando para ele... As meninas responderam e de forma brilhante! Por isso, pessoal, quem quiser... sinta-se desafiado! E para terminar, eis uma música que ouço muitas vezes, mas que ninguém sabe... ou melhor... não sabia... e que representa o meu estado de espírito em muitas ocasiões...

 

(Stone Sour - Zzyzr Rd.)

 

Sinto-me: quase envergonhada...
publicado por Teia d´Aranha às 23:44 | Comentar | Ver comentários (32)
Sábado, 24.05.08

Felipão, amor, chega aqui...

... tu sabes que, ao contrário de muitos Portugueses, eu até te curto e acho-te um "cara légau", mas... se te atreves a aparecer novamente ao lado do Roberto Leal (que como se não bastasse ainda levou a reboque o "rebento")... aquele anúncio publicitário em que equacionas dedicar-te à vinicultura passará a fazer todo o sentido... E desconfio que aí só terás mesmo o apoio do Murtosa!

Ah! Só mais uma coisinha: diz lá aos teus conterrâneos, os famosos "Canta Bahia", que podem continuar a  esbanjar talento com canções de apoio à selecção... mas à deles, à do Brasil, no próximo Mundial ou na futura Copa América... É que lá por nós, Portugueses, termos um seleccionador brasileiro, isso não significa que transformemos o Euro2008 num Carnaval da Mealhada! Por essa ordem de ideias, daqui a nada, temos os Gipsy Kings à perna, a brindarem-nos com um festival de música cigana só porque temos um lelo que joga à bola!

 

Até parece que não bastava já levar com aquela "papoila saltitante" a berrar "olhá trivela, olhá trivela, olé olé... É do Quaresma, é do Quaresma, olé olé"...

 

Valha-nos Nossa Senhora do Caravaggio!

 

 (HIM - Wicked Game)

 

Sinto-me: com vontade de dar recados...
publicado por Teia d´Aranha às 00:46 | Comentar | Ver comentários (36)
Quinta-feira, 22.05.08

Ó seu filho da p#&a... é que nem sonhes!

Quando ainda ontem eu planeava uma viagem a Paris, onde não vou há alguns anos, e colocava a hipótese de ir até à Invicta neste fim-de-semana... eis que passo a noite a sonhar que me deslocava por tudo quanto era sítio... de patins em linha!!! 

Mas será que aquele filho da p#&a que anda a aumentar os combustíveis dia-sim dia-também nem nos sonhos me larga os calcantes?!

 

(Se pensas que vou para Paris ou para o Porto de patins em linha ou à boleia de um camião TIR qualquer, estás muito enganado! Começa mas é a pensar em parar de nos f&#er a carteira e vê lá se a tua vidinha não te chega... Caso contrário, nem queiras saber o que o povo em polvorosa consegue fazer com um bidão de gasolina e um fósforo...)

 

(Tantric - Live Your Life)

 

Sinto-me: capaz de o rebentar ao pontapé
publicado por Teia d´Aranha às 11:51 | Comentar | Ver comentários (18)
Terça-feira, 20.05.08

Garanhão que é garanhão... não vai à bola!

Não é que contribua para a minha felicidade, mas tenho alguma curiosidade em saber quem encomenda certos estudos e certas sondagens e o que ganha com isso.

Nestes últimos dias, devem, certamente, ter ouvido a entusiástica notícia que dava conta da trabalheira a que uma qualquer criatura se deu para andar a "medir" o desempenho sexual dos Europeus. Nas conclusões desse estudo (pasme-se!), o povo lusitano surge no topo da lista no que ao "cumprimento das obrigações" diz respeito, ou seja, quando se trata de copular o Tuga responde sempre "presente"! Curiosamente, os Espanhóis lideram o grupo dos mais abstinentes...

Falta agora dar a conhecer como chegaram os estudiosos a esta conclusão tão admirável ou, como me dizia um amigo meu: "Isso significa que por cá se f**e muito?"

Como sabemos, não há estudo digno desse nome que não tenha como base de sustentação um inquérito... Foi colocada, por isso, aos Europeus a seguinte pergunta: "Para que lado recai a sua escolha se tiver de optar entre assistir a um jogo de futebol e entregar-se aos prazeres da carne?"

Os Tugas responderam, sem qualquer hesitação, que optariam por "temperar o corpinho"; já nuestros hermanos não trocariam o esférico por aquela a que vulgarmente chamamos de "cambalhota". 

 

Na minha perspectiva, impõe-se aqui uma pergunta: será que o que nos coloca, a nós, Portugueses, na pole position da performance sexual e aos Espanhóis no derradeiro lugar, tem relação directa com o apetite e fogosidade de cada um dos povos... ou... prende-se mais com a qualidade (ou falta dela) dos respectivos campeonatos de futebol?

 

Caso a resposta aponte para a última hipótese, por mim, o nosso campeonato pode continuar a ser tal como tem sido até aqui...

... fraquiiiiinnnhhhhhooooo...

 

(Da Weasel - Toque Toque)

 

Sinto-me: 100% Tuga!
publicado por Teia d´Aranha às 15:17 | Comentar | Ver comentários (50)
Quinta-feira, 15.05.08

Si a ti te gusta... a mi me encanta!

Ando em mudanças. Comecei pelo blog. Temos de começar por algum lado, certo? Mas o que me apetecia mesmo, mesmo... era meter-me num avião com destino  a um sítio bem, mas bem longínquo... Era capaz de ser viagem para demorar, mas eu também não fumo...

 

(Humanos - Muda de vida)

 

P.S.: Ainda há uns pormenores de cores e de outras "cenas" para ajustar, mas espero que o novo look da Teia seja do vosso agrado. De qualquer forma, há livro de reclamações à saída...

 

 

Sinto-me: porreira, pá!
publicado por Teia d´Aranha às 09:48 | Comentar | Ver comentários (56)
Domingo, 11.05.08

Are you talking to me?!

Num momento de verdadeira loucura, em Janeiro, estreei-me na blogosfera. Pelo simples prazer de escrevinhar. Sim, porque escrever é para os "grandes", para os que através da escrita conseguem levar-nos a viajar, a sonhar, a conhecer mundos que diferem ou não do nosso. Escrever é para os mestres!

À medida que o meu blog foi crescendo, responder aos comentários revelou-se tão ou mais divertido do que escrever os próprios posts. Sobretudo porque o número de comentários foi aumentando e isso tem permitido interagir cada vez mais com outras pessoas e com outras formas diferentes ou similares de pensar, algo que me agrada bastante.

No entanto, e como há sempre alguém que está à espera de ver "sangue", já me tinham dito: "Ó pá, os comentário são tão light!".

Eu gosto dos comentários. Se optei por tê-los moderados, não foi com receio de ter comentários menos agradáveis. Foi pelo simples facto de encarar o blog como o meu "território", a minha "casa", onde só permito que entre quem eu quero. Até ao momento, só não publiquei dois comentários: um por me ter sido expressamente pedido para o não fazer e outro por ser de carácter pessoal. Porque também entendo que o meu blog não tem de ser obrigatoriamente uma montra ou um expositor da minha vida. Respeito quem o faz, mas, por enquanto, não me apetece que assim seja. O meu blog serve, sobretudo, para me divertir. Quando deixar de cumprir essa função, retiro-me. Ponho uma placa a dizer "Vende-se" ou "Trespassa-se" ou "Fechado para todo o sempre".

Mas estava eu a falar de comentários... Agradam-me especialmente aqueles com sentido de humor, que revelam a inteligência, a perspicácia e a capacidade de argumentação  de quem comenta. E quando todos estes predicados surgem num só comentário... é o delírio! Fico esmagada!

E há comentários tão brilhantes que seria um acto de egoísmo e uma grande injustiça não serem partilhados. Um deles, é o que se segue e que foi consequência deste post. Prometi à sua autora que lhe responderia condignamente e acho que forma mais condiga do que esta, via post, não seria possível! Por isso, é um post meio "private" e peço, desde já, desculpa aos restantes leitores.

Mas vamos ao comentário:

  
"De Tânia a 8 de Maio de 2008 às 02:57
Querida amiga, acho que a Srª ( se assim o permitir que a trate) deve de sofrer de fobia a publicidade. Têm bom remédio, aconcelho a procurar um bom Psiquiatra para se tratar devidamente. Seriamente acho de fraca consistência os seus pobres comentários e em especial ao da Maleta vermelha. Deixe-me já congratola-la pela sua vasta experiência sexual, pelo seu magnifico corpo e pelo seu conhecimento imenso a nivel cultural, mas minha querida... desca da sua delicada teia e olhe em seu redor e veja as milhares de mulheres que nunca souberam o que era um orgasmo, que existe variadissimos produtos ao que eu gosto de chamar condimenos para dar mais sabor (prazer) á relaçao a dois. Em relação aos homens a minha querida tem razão, não são chamados, pois as reuniões são só para mulheres, mas a si lhe garanto de eles adoram o resultado final. Não fale sem conhecimento próprio, assim tomo a liberdade de a convidar a assistir a uma reunião e quem sabe não irá comprar algum produto para o seu enxoval de Ócio pessoal, visto ser uma pessoa tão introvertida e pouco sociavel, pois tudo o que gira á sua volta lhe causa incómodo. Querida amiga... Sabe em que seculo a querida vive???É esse mesmo.
Beijos desta sua leitora"
 

Vamos agora à  devida resposta:

Querida amiga (permita-me retribuir a forma de tratamento), deixe-me, antes de mais, dizer-lhe que optei por responder-lhe desta forma para que o seu comentário pudesse chegar a mais gente ainda e não ficar camuflado ou diluído no meio dos restantes comentários relativos ao post em causa. Penso que era este o seu desejo, já que me poderia ter contactado através dos endereços existentes no meu perfil, mas se o não fez, provavelmente, foi porque queria mesmo que todos lessem e pudessem, assim, ficar a conhecer a sua avalizada opinião acerca da minha pessoa. Seja feita a sua vontade! Tomo, por isso, igualmente a liberdade de lhe responder desta forma... publicamente!

(Só um aparte, para a próxima, tente dar menos erros... é algo que me provoca urticária)

 

Vamos por partes:

1º - não tenho fobia alguma à publicidade. Aliás, deliro quando abro a minha caixa do correio e a vejo a vomitar folhetos de supermercado por tudo quanto é lado. Apresso-me a levá-los para casa e leio-os de fio a pavio. Tenho até um cestinho na casa-de-banho onde os guardo religiosamente para aqueles momentos em que a "natureza" nos obriga a uma pausa...

2º - se é mesmo minha leitora, como se auto-intitula, já deveria saber que, em mais do que um post, mencionei estar a ser seguida por um psiquiatra. Mas sabe como é o nosso SNS... As consultas demoram... Sou vista esporadicamente... Enfim, o tratamento arrasta-se e as melhoras tardam...

3º - quando li o seu comentário suspeitei que já me conhecia, devido às suas observações. As dúvidas dissiparam-se quando li a frase "... vasta experiência sexual, pelo seu magnífico corpo e pelo seu conhecimento imenso a nível cultural...". Contudo, minha querida, achar que conhecer o mundo da "Maleta Vermelha" é aumentar de forma considerável a minha cultura... não será um bocadinho exagerado?

4º - diz-me que efectivamente os homens não são chamados para essas reuniões de "Tuppersexo", que são só para mulheres. Aconselho-a (e não aconcelho-a!) a ler, nesse mesmo post, os comentários da Susana (que deu origem, mesmo sem saber, ao post e que foi uma "senhora"), da Vânia Beliz (especialista em sexologia, assessora e que esteve no programa Prova Oral da Antena3 como convidada para falar sobre o tema) e ainda o comentário da Rita (também assessora). Constatará que está muito mal informada e que, caso também seja mesmo assessora, ainda necessita de mais umas horinhas de formação.

5º - agradeço, quase comovida, o convite que me lança para participar numa dessas reuniões e para adquirir algo para o meu "enxoval de ócio pessoal", como a senhora diz. Acredite que até me agradaria de sobremaneira assistir a uma dessas reuniões, mas, neste momento, tenho para preencher o meu "ócio" um puzzle de 5000 peças com uma paisagem dos Alpes suiços que me está a dar que fazer e, ainda ontem, comecei a dedicar-me à columbofilia e toda a gente sabe a trabalheira que é cuidar de pombos!

6º - classifica-me como uma "... pessoa tão introvertida e pouco sociável..." e que tudo me "causa incómodo"... Mais uma vez, acho mesmo que me conhece! Tudo o que diz, corresponde à verdade. Mas há uma explicação para que assim seja: conhece a hitória de Rómulo e de Remo? Presumo que sim, mas caso a sua vasta cultura tenha essa falha, leia a lenda da fundação de Roma. Pois é, tal como eles, eu fui quase criada de forma selvagem. Daí esta minha faceta anti-social, quase ninguém me suporta e eu não suporto quase ninguém... Daí também estar a ser seguida por um psiquiatra... Tudo começa a fazer sentido, não?

 

Para terminar, resta-me agradecer-lhe o seu comentário que me fez repensar toda a minha vida e, com certeza, fará de mim uma melhor pessoa. Volte sempre, pois perdê-la enquanto minha leitora seria um rude golpe!

 

A música, hoje, é unica e exclusivamente dedicada a si... Olhe que não faço isto com toda a gente! (Nem poderia... Sou anti-social!)

 

 (Paramore - Misery Business)

 

 

Sinto-me: uma querida!
publicado por Teia d´Aranha às 18:28 | Comentar | Ver comentários (57)
Quinta-feira, 08.05.08

O típico post de "gaija"!

"Gaijos", não soltem já os cachorros! Prometo que, um dia destes, arranjo um post com carradas de fotos de mulherio  para que possam lavar as vistas . Mas, hoje, isto é só para "miúdas"... Podem, por isso, dispersar. Vão comprar tabaco, beber uma cervejola ou manducar uma bifana na roulotte da esquina e... não tenham pressa em voltar!

 

Agora nós, "gaijas"! Se bem se lembram, no post anterior, andei a afiambrar-me a um carro novo como presente de aniversário. Tive, por parte de algumas almas generosas, a promessa de o receber, caso lhes saia o euromilhões. O resto de pessoal "cortou-se" e só faltou mandar-me apanhar... morangos! Ou seja, posso esperar sentadinha até ganhar mofo!

 

Contudo, a "gaija" do blog Espirros propôs-me uma alternativa ao carro... ou melhor, propôs-me três alternativas: Michael Vartan, Matthew Fox e Sean Bean...

Reconheço que a miúda foi uma querida e tem olho para a "coisa". Se bem que, a mim, bastar-me-ia ficar com o primeiro podre de bom rapazinho. Existe apenas um senão... é a questão da língua. Eu até pesco alguma coisa de inglês, mas falar é que já não é algo que consiga fazer com destreza. E convenhamos, qualquer "gaija", perante um moço de calibre semelhante ao dos nomeados, gostaria de ter longas conversas e de trocar ideias sobre os mais variados e aprofundados assuntos, certo?

Por isso, pensei: "E se a Espirros me trocasse o Michael Vartan por um moço que falasse a língua de Camões?". E, de repente, veio-me à mente este... 

 

 

Nem é pelo físico (ai não que não é!), é mesmo pelo idioma...

 

(Pixies - Here Comes Your Man)

 

Sinto-me: capaz de fazer olhinhos...
publicado por Teia d´Aranha às 00:40 | Comentar | Ver comentários (44)
Terça-feira, 06.05.08

Vão armar-se em ranhosos e dizer-me que não?!

Por norma, sou uma "gaija" que gosta de programar as coisas com alguma antecedência. Não daquelas "mete-nojo" que seis meses antes já têm tudo anotadinho na agenda e que ficam com azia se algo não corre como programado ou se há um imprevisto de última hora.

Confesso até que gosto de coisas "à la dernière minute", em cima do acontecimento... Dá aquela adrenalina e corta com a rotina da vidinha.

Mas, hoje, resolvi comportar-me direitinho e preparar, desde já, algo que só acontecerá daqui a dois meses e pico... E porquê? Para que depois não venham com desculpas de caca, do género: "Epá, podias ter dito mais cedo!" ou "Ah, caraças, agora estou com falta de dinheiro... não posso fazer grandes gastos..."

Para aqueles que ainda ignoram onde quero chegar, vou ser curta e grossa! Em Julho é o meu ANIVERSÁRIO e, este ano, quero que seja especial.

E além de querer que seja especial, também estou farta de receber panos de cozinha a fazer "pendant" com aventais, jarras da suposta dinastia Ming e livros sobre 1011 formas de cozinhar bacalhau (Pura perda de tempo! Se existe aquela rápida receita, terminada em "-eta", em que basta desfiar em cru o dito cujo e juntar uns temperos... para quê complicar?!)

Mas vamos ao que interessa! Pus-me a pensar nos presentes que realmente me  fariam arregalar os olhos de contentamento, me encheriam as medidas... Estão a seguir o meu raciocínio? Vai daí, e só porque sei que, através do blog, já conquistei amigos que são donos de uma generosidade sem precedentes e que não olham a meios para me agradar... pensei nisto:

 

 

 

Sinto-me: a preparar o "terreno"...
publicado por Teia d´Aranha às 02:36 | Comentar | Ver comentários (47)
Domingo, 04.05.08

E não queres fazer a coisa por menos, não?

Há por aí "gaijas" que devem pensar que não tenho nada mais estimulante para fazer do que andar a responder a desafios! Quero ver se depois vêm cá a casa passar a pilha de roupa que aguarda ferro, lavar os tectos e as paredes, encerar o chão, polir as pratas e cortar a relva...

Pois tinha eu já elaborado o meu "planning" de tarefas para o fim-de-semana, quando a menina Reticências achou por bem dar-me sarna para me coçar. Vai daí, vou ser "obrigada" a pensar na minha vidinha e  descrever com seis palavras (!) uma memória. Seis palavras... e por que não duas, já agora?!

É uma árdua tarefa, pois seis palavras é muito redutor para descrever um momento que nos marcou. Porque as memórias são isso mesmo: momentos que positiva ou negativamente deixaram rasto...

 

Há uns anos, no meu aniversário, ofereceram-me um livro. Abri-o e quem mo deu, tinha escrito esta frase:

 

"Sê feliz e que nada mais te importe..."

 

Li o livro em dois ou três dias e, no final, arrumei-o na estante junto a tantos outros. Mas fui buscá-lo vezes sem conta... não para o reler, mas por causa  daquela frase que não parava de ecoar dentro de mim e que eu calava cada vez que fechava o livro e o repunha na estante.

Foi assim... durante anos. Até ao dia em que decidi que os desejos, mesmo os mais íntimos, não devem ser abafados e muito menos... adiados ou colocados numa "prateleira", à espera que alguém lhes dê vida. Nesse dia, abri o livro e não mais o fechei...

 

Agora, vem aquela parte de dar este "miminho" a outras seis pessoas (doce vingança!). Desculpem aqueles a quem "castigo" sempre, mas é mais forte do que eu!

And the nominees are:

* O Presidente

* Tome Nota

* Puros instantes

* Simplesmente Meu... Em Espanha

* Arroto azul

* Espirros

 

(Metallica - Nothing Else Matters)

 

 

Sinto-me: a não querer "estacionar"...
publicado por Teia d´Aranha às 00:25 | Comentar | Ver comentários (21)

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

 

  • E que tal ter tomates para dizer o que vai vem e o...
  • El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un pr...
  • Oláaa, alguém sabe onde se encontram...
  • Pode ser interessante...Para quem gosta e QUER esc...
  • Fiquei triste, admirava mesmo a forma como escrevi...

subscrever feeds