Terça-feira, 30.09.08

Learning to fly

 

"Into the distance, a ribbon of black
Stretched to the point of no turning back
A flight of fancy on a windswept field
Standing alone my senses reeled
A fatal attraction holding me fast, how
Can I escape this irresistible grasp?

A soul in tension thats learning to fly
Condition grounded but determined to try
Cant keep my eyes from the circling skies
Tongue-tied and twisted just an earth-bound misfit, i


  

 Theres no sensation to compare with this
Suspended animation, a state of bliss"

 

(Quando outros já descreveram de forma tão sublime o que senti... basta juntar as minhas imagens...)

 

Música: Pink Floyd - Learning To Fly
: ,
publicado por Teia d´Aranha às 13:38 | Comentar | Ver comentários (36)
Quinta-feira, 25.09.08

E não é que vou mesmo?!

Sinto vontade de fechar a porta.  A de casa. A da minha "vidinha" de todos os dias. Apenas por dois a três dias. Esquecer quem sou, o que faço, as minhas obrigações, as coisas pendentes. Tudo. E partir. Percorrer quilómetros, fixar os pés noutro chão, apoderar-me de outros espaços e de outras paisagens, captar outros rostos, escutar outras vozes e silêncios, sentir outra brisa e deixar-me invadir por outras sensações...

 

Sinto vontade... E é o que vou fazer! Sim, sou uma "gaija" muito teimosa e quando tenho uma idéia nos cornos... vou à luta! Só não luto por causas perdidas que isso de "dar murros em ponta de faca" não é coisa que me estimule por aí além...

 

Sendo assim, amanhã, rumo à "Imbicta" e só arredarei pé de lá no domingo! Mas o melhor de tudo é que, no sábado, irei, finalmente experimentar isto! Estou em pulgas! Mas como não sei se sobreviverei para contar como foi, este pode bem ser o post de encerramento do Teia d'Aranha! Se porventura não tiverem sinais da minha pessoa durante uma a duas semanas, basta seguirem o bando de abutres. Eu estarei certamente nas redondezas, no meio de calhaus e pedragulhos.

Caso eu consiga sair ilesa da experiência, farei aqui o relato e, quem sabe, com direito a reportagem fotográfica e tudo... Mas isso ainda é um assunto a pe(n)sar...

 

Ah, by the way, pessoal do norte, caso tenham sugestões de "visita obrigatória" por essas bandas, façam favor de dizer!

 

Até... Vou ali pôr uns trapos na mochila e já volto... ou não.

(Aerosmith - Fly Away From Here)

 

publicado por Teia d´Aranha às 22:14 | Comentar | Ver comentários (33)
Sábado, 20.09.08

Estou numa de vídeo...

 

... assim não digo asneiras nem mando ninguém levar onde levam os galináceos (se bem que eles não levam no rabiosque, pois não?).

 

 (The Verve - Love Is Noise)

 

"Love is noise. Love is pain."

 

publicado por Teia d´Aranha às 11:24 | Comentar | Ver comentários (14)
Quinta-feira, 18.09.08

Esta é das tais!

Já sei o que vão dizer! Que é bastante comercial, que nem parece coisa minha, mas há músicas que gosto de ouvir logo pela manhã, na casa-de-banho, enquanto estou no chuveiro. Mas tem de ser música com batida, com muita batida... para desespero dos meus vizinhos que não se levantam às 7 horas como eu!

Sei que me vou fartar dela daqui a pouco tempo, mas, por agora, é ela que me tem dado aquela "pica" para enfrentar mais um dia de trabalho e todos os monte-de-merda-com-dois-olhos que dele fazem parte.

 

Além disso, a letra não me é indiferente...

(Keane - Spiralling)

 

I'm waiting for my moment to come
I'm waiting for the movie to begin
I'm waiting for a revelation
I'm waiting for someone to count me in

Cos now I only see my dreams, in everything I touch
Feel their cold hands on, everything that I love
Cold like some, magnificant skyline
Out of my reach, but always in my eyeline now

We're tumbling down
We're spiralling
Tied up to the ground
We're spiralling


I fashioned you from jewels and stone
I made you in the image of myself
I gave you everything you wanted
So you would never know anything else

But everytime I reach for you, you slip through my fingers
Into cold sunlight, laughing at the things that
I had planned, the map of my world gets
Smaller as I sit here, pulling at the loose threads now

We're tumbling down
We're spiralling
Tied up to the ground
We're spiralling
(When we fall in love
We're just falling
In love with ourselves
We're spiralling)


Did you wanna be a winner?
Did you wanna be an icon?
Did you wanna be famous?
Did you wanna be the president?
Did you wanna start a war?
Did you wanna have a family?
Did you wanna be in love?
Did you wanna be in love?

(I never saw the light
I never saw the light
I waited up all night
But I never saw the light)


When we fall in love
We're just falling
In love with ourselves
We're spiralling
We're tumbling down
We're spiralling
Tied up to the ground
We're spiralling

 

publicado por Teia d´Aranha às 13:46 | Comentar | Ver comentários (18)
Segunda-feira, 15.09.08

Orgulhosamente só ou tristemente acompanhado(a)?

Um filme que vi ontem e uma breve conversa de "gaijas", resultou neste post que corre sérios riscos de ser abordado de forma séria... ou não. Veremos.

 

O ser humano, dizem, não foi feito para viver sozinho. E verificamos que existe  realmente quem não consiga estar só, sem alguém com quem partilhar a sua vida.  E conseguem mesmo permanecer dezenas de anos ao lado do(a) mesmo(a)(a) companheiro(a). Outros há que, posteriormente, quando o que era mágico se torna irritante e insuportável, optam por passar a viver orgulhosamente sós. Sós, mas aliviados e com o seu espaço, o seu tempo e, não raramente, a sua personalidade de volta.

Mas há ainda quem, não por opção, mas por factores de diversa ordem esteja só. Não orgulhosamente só. Apenas só. Carregando o fardo da solidão e arranjando subterfúgios de toda a espécie para camuflar totalmente ou simplesmente maquilhar um vazio emocional.

 

Todos precisamos de afecto, sem dúvida. Mas há quem o reclame, o anseie a tempo inteiro e quem apenas o deseje  em part-time, sem qualquer compromisso ou obrigatoriedade. 

No seguimento do tal filme, a pergunta que ontem deu consistência à conversa com outra "blogueira" aqui do sítio foi:  

 

Viver com alguém só por carência afectiva... justifica-se? Apenas para não sentir o peso da solidão?

 

A minha amiga dizia que com o tempo as pessoas aprendem a gostar. Eu discordei veementemente. Para mim, ou se gosta ou não se gosta, ou se ama ou não se ama. Talvez seja o meu radicalismo a falar mais alto, mas não creio que o tempo opere milagres, que faça nascer sentimentos que nem em estado embrionário se encontram. O que, na minha visão, pode acontecer é criar-se o hábito de estar com aquela pessoa. Mas passar uma vida inteira ou apenas parte dela com alguém por mero hábito é aceitável? Preenche mesmo a necessidade de afecto?

 

publicado por Teia d´Aranha às 18:54 | Comentar | Ver comentários (31)
Quinta-feira, 11.09.08

A confirmação

Time of Visit   Sep 10 2008 9:12:46 pm
Last Page View   Sep 10 2008 9:12:46 pm
Visit Length   0 seconds
Page Views   1
Referring URL   http://www.google.pt...para telemovel&meta=
Search Engine   google.pt
Search Words   toque de descarga do autoclismo para telemovel
Visit Entry Page   http://teiadaranha.b...gs.sapo.pt/5427.html
Visit Exit Page   http://teiadaranha.b...gs.sapo.pt/5427.html

 

São pesquisas como esta que me levam a crer que o meu blog deve ser uma bela caca, uma tremenda bosta e uma grande merda...

 

Não podiam ter-me dito antes?! Foi preciso deixarem-me chegar ao post nº100?!

 

publicado por Teia d´Aranha às 00:08 | Comentar | Ver comentários (23)
Segunda-feira, 08.09.08

Podia dar-me para pior...

Desde ontem que esta música não me sai da cabeça. Pela sonoridade, pelo vídeo (as mentes mais preconceituosas evitem ver... pode dar-vos uma coisinha má...), pela letra.

(Myslovitz - Chcialbym Umrzec Z Milosci)

 

Ah! Pois, esqueci-me de avisar que o idioma é o polaco! Mas também... quem não percebe? Em caso de dúvida, fica aqui a versão em inglês, cujo título é "I'd Like To Die Of Love"

 

http://www.youtube.com/watch?v=rcF6ZSKzkDs

 

 

Sinto-me: just fine
publicado por Teia d´Aranha às 15:56 | Comentar | Ver comentários (10)
Sábado, 06.09.08

Just say something

Como parece que a minha vidinha não me chega, fui convidada a juntar-me às vidinhas dos outros... Por isso, agora também ando por estas bandas: http://justsaysomething.blogs.sapo.pt

 

Mas atenção, a participação no blog em causa não funciona apenas por convite! Quem quiser, pode juntar-se a todos nós e "botar faladura"! Basta ir lá, inscrever-se, ler as regras e deixar um cheque chorudo em nome da Teia...

 

Sinto-me: mais animada!
publicado por Teia d´Aranha às 18:05 | Comentar | Ver comentários (6)
Quarta-feira, 03.09.08

Ai é? Não me digam!

 

 

"Depois da tempestade vem a bonança"

 

Ai vem?

 

Pelo tempo que está a demorar, essa puta deve ter perdido o autocarro!

 

 

(Ficaram chocados?! Azar!! A mim... soube-me muito bem!)

 

 

 

publicado por Teia d´Aranha às 17:16 | Comentar | Ver comentários (43)

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

 

  • E que tal ter tomates para dizer o que vai vem e o...
  • El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un pr...
  • Oláaa, alguém sabe onde se encontram...
  • Pode ser interessante...Para quem gosta e QUER esc...
  • Fiquei triste, admirava mesmo a forma como escrevi...

subscrever feeds