Sábado, 13.12.08

Méri Cristemas... o tanas!

Tenho tentado. Juro que tenho tentado! Mas devo ter uma espécie de armadura que me impede, este ano, de ser assaltada pelo espírito natalício.

Estão a ver a árvore ranhosa do lado esquerdo? Foi a minha primeira tentativa de entrar na "onda". Mas sempre que olho para ela, só me faz desejar que venha o dia 6 de Janeiro para que ela me desampare a sala.

Já viram o "Sozinho em Nova Iorque"? Deu hoje na tv pela nonagésima terceira vez  e eu fiz um esforço herculeano para o ver... Foi a segunda tentativa e durou dois segundos. Sou uma "gaija" com estômago frágil e aquilo começou a dar-me a volta às tripas.

Mas sou também persistente, teimosa e masoquista. Por isso, vou pedir um dia (a descontar nas minhas férias) ao meu boss para ficar em casa a assistir ao Natal dos Hospitais. E se com isto não conseguir sentir o Natal, conseguirei, pelo menos, sentir calo no rabo.

Caso todos estes esforços se venham a traduzir em autênticos fracassos, restar-me-á embrulhar-me em luzinhas de Natal, adquirir o cd do Toni Carreira e da Popota e ouvi-lo sofregamente, enquanto me empanturro em tudo quanto fôr frito e com cheiro a canela.

 

Eu já vibrei com o Natal. Quando era mesmo Natal. Quando a quadra não era aproveitada de forma descarada para extorquir dinheiro para tudo e mais alguma coisa, como se pobres, doentes, necessitados e crianças vítimas de escravatura ou de violência só existissem nesta época! São pedidos de donativos a torto e a direito, apelos desenfreados à generosidade e ao amor ao próximo, como se a quadra nos tornasse a todos, num simples estalar de dedos, muito bonzinhos e carregadinhos de altruísmo. Parte-se do princípio que no resto do ano somos umas bestas de fazer inveja ao Tio Patinhas.

 

É um cliché, mas é o que me apetece dizer: Natal deveria ser todos os dias.

 

Por estas e por outras é que vou fazer rabanadas... em Agosto.

 

 

publicado por Teia d´Aranha às 23:51 | Comentar | Ver comentários (67)
Terça-feira, 06.05.08

Vão armar-se em ranhosos e dizer-me que não?!

Por norma, sou uma "gaija" que gosta de programar as coisas com alguma antecedência. Não daquelas "mete-nojo" que seis meses antes já têm tudo anotadinho na agenda e que ficam com azia se algo não corre como programado ou se há um imprevisto de última hora.

Confesso até que gosto de coisas "à la dernière minute", em cima do acontecimento... Dá aquela adrenalina e corta com a rotina da vidinha.

Mas, hoje, resolvi comportar-me direitinho e preparar, desde já, algo que só acontecerá daqui a dois meses e pico... E porquê? Para que depois não venham com desculpas de caca, do género: "Epá, podias ter dito mais cedo!" ou "Ah, caraças, agora estou com falta de dinheiro... não posso fazer grandes gastos..."

Para aqueles que ainda ignoram onde quero chegar, vou ser curta e grossa! Em Julho é o meu ANIVERSÁRIO e, este ano, quero que seja especial.

E além de querer que seja especial, também estou farta de receber panos de cozinha a fazer "pendant" com aventais, jarras da suposta dinastia Ming e livros sobre 1011 formas de cozinhar bacalhau (Pura perda de tempo! Se existe aquela rápida receita, terminada em "-eta", em que basta desfiar em cru o dito cujo e juntar uns temperos... para quê complicar?!)

Mas vamos ao que interessa! Pus-me a pensar nos presentes que realmente me  fariam arregalar os olhos de contentamento, me encheriam as medidas... Estão a seguir o meu raciocínio? Vai daí, e só porque sei que, através do blog, já conquistei amigos que são donos de uma generosidade sem precedentes e que não olham a meios para me agradar... pensei nisto:

 

 

 

Sinto-me: a preparar o "terreno"...
publicado por Teia d´Aranha às 02:36 | Comentar | Ver comentários (47)

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

 

  • El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un pr...
  • Oláaa, alguém sabe onde se encontram...
  • Pode ser interessante...Para quem gosta e QUER esc...
  • Fiquei triste, admirava mesmo a forma como escrevi...
  • É pena! O que aqui encontrei foi um regalo para os...

subscrever feeds