Sábado, 27.02.10

Não fujam!

 

Não, não se enganaram no blog! É mesmo o Teia d'Aranha, mas de cara lavada e completamente recauchutado.

Andava há mais de um ano com vontade de mudar o estaminé, pois aquela gaja com ares de Alicia Keys (private joke) que aqui morava já me andava a dar uns certos gases. Só que, como o meu talento para as coisas da informática é semelhante ao de um elefante para  o ballet, nunca me atrevi a mudar o que quer que fosse.

No entanto, a blogosfera tem almas caridosas e cheias de uma infinita paciência. Vai daí, este mocinho voluntariou-se para fazer as obras necessárias e o resultado está à vista!

Caso este novo visual seja do vosso agrado, deixem aqui os elogios. Se tiverem reclamações, encaminhem-nas para o blog do moço e achincalhem-no que ele aguenta!

 

 

publicado por Teia d´Aranha às 00:31 | Comentar | Ver comentários (34)
Segunda-feira, 10.11.08

Ó tempo volta p'ra trás...

 

Esta cabecinha já não é o que era e, por vezes, mistura tudo e faz umas confusões do caneco. Prova irrefutável  disso mesmo foi eu ter dito que o Ima me tinha impingido o desafio anterior quando, na realidade, me atirou com  este que vinha com o título "Life Changing Meme" e que eu resolvi alterar por não ter percebido que raio de título era aquele e porque gosto de personalizar as coisas, como boa mete-nojo que sou.

 

O desafio consiste em dizer aquilo que,  se  eu pudesse, mudaria nas minhas rotinas, projectos ou opções que tomei nos últimos anos.

 

Então, vamos lá desvendar mais umas coisinhas da minha vidinha:

 

1 - não me teria remetido ao silêncio, sempre que a minha professora primária me fez "festas" na cabeça com a famosa cana da índia só por causa da minha incompatibilidade com números.

Teria antes pedido para ir à casa-de-banho, onde daria umas boas cabeçadas na parede até ficar com uns hematomas de fazer inveja a quem tivesse sido atropelado por um camião Tir, enfeitaria ainda os meus braços com umas belas mordidelas e, para completar o quadro, semearia, aqui e ali, umas arranhadelas visíveis a 100 metros. Feito isto, ligaria, de seguida, para a polícia, denunciando a prof., e chamaria a TVI para fazer a reportagem, onde exibiria as marcas dos supostos maus tratos infligidos pela docente. Por esta altura, já se ouviriam as vozes de revolta dos todos os pais da aldeia e de todas as aldeias circundantes que não perderiam a oportunidade de mostrar a sua solidariedade num momento tão difícil e, sobretudo, em frente a uma câmara de televisão.

Uma vez afastada a professora de toda a sua actividade profissional, a minha missão estaria cumprida e eu teria sido uma criança muito mais feliz, menos traumatizada e, quem sabe, com um talento invejável para números.

 

2 - nunca teria prosseguido estudos e tirar um curso seria uma hipótese jamais equacionada .

Em vez disso, teria participado num programa de televisão, onde apareceria sempre com cara de pobrezinha muito boazinha, diria que adoro crianças  e que gosto de ajudar os velhinhos e à pala disso conseguiria ter um programa aos domingos de manhã que se chamaria "Bety" (em vez de "Lucy"), onde bastaria cantar como se estivesse com  prisão de ventre e aparecer com trajes que tapassem uma ínfima parte das carnes. Hoje, teria um bruta vivenda no norte e ser-me-iam atribuídos namorados como Cristiano Ronaldo e Michael Carreira... Esta seria a parte mais intragável do meu percurso, mas há sacrifícios que é preciso fazer...

 

3 - não teria aceite de bom grado e com um sorriso que mostrava todo o meu teclado, o primeiro carro que tive, oferecido pela minha mãe, que vim a saber, mais tarde, ter já tido seis donos! O carro, entenda-se,... não a minha mãe! 

E além dos numerosos proprietários, aquele chaço consumia mais água do que gasóleo, facto que me proporcionou momentos únicos de imensa felicidade sempre que me obrigava a parar em plena auto-estrada para dar água ao "animal".

 

4 - teria chamado florzinha, rabeta e outros sinónimos fofos ao meu primeiro namorado quando ele me veio com a conversa de que ainda éramos muito novos para coiso e tal e que eu me deveria "guardar" para mais tarde e mais não sei o quê...

Meu querido, caso eu tenha a sorte de vires a ler isto, fica sabendo que a disfunção eréctil de que sofres hoje... foi praga minha.

 

Como já subverti o intuito do desafio até dizer chega, sinto-me à vontade para não o passar a ninguém. Quem quiser pegar nele, be my guest!  

 

 

publicado por Teia d´Aranha às 18:46 | Comentar | Ver comentários (20)
Quinta-feira, 15.05.08

Si a ti te gusta... a mi me encanta!

Ando em mudanças. Comecei pelo blog. Temos de começar por algum lado, certo? Mas o que me apetecia mesmo, mesmo... era meter-me num avião com destino  a um sítio bem, mas bem longínquo... Era capaz de ser viagem para demorar, mas eu também não fumo...

 

(Humanos - Muda de vida)

 

P.S.: Ainda há uns pormenores de cores e de outras "cenas" para ajustar, mas espero que o novo look da Teia seja do vosso agrado. De qualquer forma, há livro de reclamações à saída...

 

 

Sinto-me: porreira, pá!
publicado por Teia d´Aranha às 09:48 | Comentar | Ver comentários (56)
Quinta-feira, 17.01.08

Citando Chaplin...

"A persistência é o caminho do êxito.", disse Chaplin. E eu concordo!

O lendário Charlie Chaplin

Ontem, após 13 horas de trabalho (não, não é engano... foram mesmo 13!), o normal seria chegar a casa e ir a correr bater com os costados na cama e roncar. Qual quê?! Se há pessoa com um jeitinho especial para "arranjar sarna para se coçar", essa pessoa... c'est moi!

Tinha de mudar o visual da minha teia. Era ponto assente! Vai daí, e seguindo à risca as indicações dadas pelo bloguista d' "A ternura dos 35" (o pnf), meti as mãozinhas no teclado e... foi a loucura! Tira daqui, põe ali, muda esta cor e aquela, escreve isto, apaga aquilo e, passadas umas horas ( tecer uma teia é coisa para demorar, garanto-vos!), o resultado estava à vista! Para a maioria de vocês pode tratar-se de algo banal, mas para mim, que sou informaticamente limitada (ok! muito limitada...), foi como espetar uma lança em África.

Não sei o que acham do new look da minha teia (mas gramava saber!), eu, confesso, fiquei satisfeita!

Fio a fio... a teia vai-se desenhando... lentamente... com toda a paciência... esperando que as "presas" se deixem envolver...

Sinto-me: babada... até dizer basta!
publicado por Teia d´Aranha às 10:02 | Comentar | Ver comentários (21)

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

 

  • El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un pr...
  • Oláaa, alguém sabe onde se encontram...
  • Pode ser interessante...Para quem gosta e QUER esc...
  • Fiquei triste, admirava mesmo a forma como escrevi...
  • É pena! O que aqui encontrei foi um regalo para os...

subscrever feeds