Quarta-feira, 15.04.09

"Anita na praia"... que belo título seria! Caso eu me chamasse Anita...

 

Eu sou uma "gaija" com a mania. A verdade, nua e crua, é essa.

 

Com a mania que tenho jeito para (quase) tudo: mania que sei escrever, mania que tenho bom gosto musical, mania que sou a melhor amiga do mundo, mania que faço o melhor bacalhau com natas do prédio (ou do meu andar, vá... que um bocadinho de modéstia também não me fica nada mal), mania que conduzo melhor do que a Elisabete Jacinto (mesmo não sendo eu patrocinada pelo Trifene 200), mania que sou perspicaz e inteligente como tudo, mania que tenho um corpo que só não foi capa da Playboy tuga porque o tamanho do meu cabelo ainda não dá para tapar as mamas, mania que tenho um sentido de humor e um sarcasmo que só as mentes mais iluminadas conseguem captar... Enfim, a lista seria interminável, caso eu tivesse tempo e caso não tivesse ainda de me ir enfiar com urgência na cozinha para fazer uma panelinha de sopa que, para além do bacalhau com natas, é uma das outras iguarias que faço como ninguém.

 

Mas toda esta merda nota introdutória serviu para quê? Serviu para eu vos revelar uma das minha últimas manias, ou seja, a de que sei fotografar, a de que tenho um talento inato para, com uma objectiva, captar aquilo que o comum dos mortais não consegue.

Só que, neste campo, é pura mania mesmo, uma  vez que o meu talento se resume a carregar no botãozinho que imortalizará esta ou aquela imagem. Porque a verdade verdadinha... é que não percebo a ponta d'um chavelho, embora gostasse (e muito) de dominar todas as técnicas e de ter a capacidade de tirar fotos como as que vêm na revista  National Geographic, mesmo que isso implicasse enfiar-me no Botswana à coca de um elefante albino!

 

E foi o que fiz no passado fim-de-semana. Não mergulhei na savana africana, mas desci à praia e, como paleca* que sou, andei de máquina em punho para poder, hoje, partilhar convosco esses momentos e ser, posteriormente, alvo de chacota... Por isso, estais à vontade!

 

(*paleco: nome que os nazarenos dão a quem não nasceu na Nazaré)

 

 

 

A imagem não deixa margem para dúvidas... É verdade, fui passar a Páscoa às Galápagos! Só não dá para ver as tartarugas porque estavam todas a dar banho à carapaça e, mesmo em ritmo acelerado, já não chegaram a tempo de ficar na fotografia. E eu também tenho a mania que não sou "gaija" para ficar à espera...

 

 Apesar das formas fálicas... não... isto não é nas Caldas da Rainha...

 

A praça dos cafés, um dos locais onde as nazarenas se dedicam a um novo desporto que consiste (se é que eu percebi alguma coisa...) em acertar num caixote (que se vê muito mal, ao fundo) com uma bola semelhante às de ténis... Estas mulheres não param de me surpreender!

 

Quando ia eu já lançada para me deitar, pensando que esta era a zona onde um moço de corpo bronzeado e atlético me iria dar uma daquelas massagens de pôr os meus pelinho todos em pé, eis que vejo a placa que me desfez os sonhos... De falta de sinalização e informação, ninguém se poderá queixar!

 

Há quem exponha, sem qualquer pudor, as suas intimidades... mas isso não significa que as misture com as dos demais... Numa corda a lingerie dela, noutra o cuequedo dele.

 

A Naza(ré), vista da Pederneira.

Eu estou algures, no areal, envergando um minúsculo fio dental. Não dá para ver?! Que azar, pá!

 

Há paisagens que já nos surgem emolduradas...

 

Acabei por ter sorte... Não encontrei o tal elefante albino (talvez tivesse ido comprar uns carapaus enjoados), mas aparecereram umas gaivotas que nem se importaram de fazer pose...

 

E pronto, foi isto... o meu fim-de-semana pascal, sem coelhinho nem ovinhos e (quase) monocromático.

 

  

publicado por Teia d´Aranha às 14:50 | Comentar | Ver comentários (38)
Quarta-feira, 16.07.08

E se não leres isto... não tens coração!

Há muito, muito tempo, afiambrei-me aqui a umas férias à pato, num paraíso terrestre. Apareceram alguns candidatos, mas... era só garganta... e falta de cabedal para carregar as valises da menina!

Conclusão: estamos a 16 de Julho, as minha férias têm início a 31 e, como tuga exemplar que sou, não tenho rigorosamente nada marcado! Nem uma temporada nas termas do Luso sequer ou uma estadia na Praia da Consolação! E para ajudar à festa ainda não recebi o guito do reembolso do IRS, o que faz com que o destino a escolher obedeça a critérios de selecção muito, mas mesmo muito rigorosos.

Estava eu, portanto, há minutos, de mapa à frente das fuças e indecisa entre ir para Arco de Baúlhe ou Cotiçô da Serra, quando me lembrei de fazer aqui um apelo a toda a comunidade "blogueira" da TEIA e arredores. É coisa simples... 

 

Procuro casa perto da costa marítima, seja ela qual fôr (pode ser galega, marroquina, italiana, grega... You name it! ), oferecida desinteressadamente, para a 1ª quinzena de agosto. (Ok, Tudo bem... Pode ser apenas uma semana! Não?! 4 dias? Um fim-de-semana?)

 

 Atenção! Reparem que eu referi CASA! Não mencionei BARRACA num qualquer parque de campismo!

Já me bastaram os anos em que tive de ir atrelada à família e passar férias numa tenda, daquelas tipo T3, com direito a avançado e tudo, onde funcionava a cozinha! Gosto muito da natureza, do ar puro, dos bichinhos e tudo o mais, mas agora apetece-me outros requintes e mordomias.

  (Suspiro)

Se bem que, de repente, senti nostalgia das filas para os banhos, para lavar a louça... das tendas com cercas de caninhas a toda a volta, feitas com toda a dedicação e esmero; da mesa à entrada, onde não faltavam napperon e jarra com as respectivas florzinhas, acabadas de colher na mata mais próxima, após aquele almoço bem regado e no fim do chefe de família ter passado pelas brasas, de palito esquecido ao canto das beiças, exausto da maratona de sueca e da jogatana de chinquilho...

 

P.S.: Caso disponham apenas de uns modestos aposentos num resort de luxo... também sou menina para me sacrificar... e ir!

(Kid Rock - All Summer Long)*

 

*Desconfio que os "gaijos" vão gostar tanto deste vídeo...

 

Sinto-me: cansada... Quero férias!!!
publicado por Teia d´Aranha às 00:32 | Comentar | Ver comentários (32)
Segunda-feira, 21.01.08

Qual Lagartixa...

Por vezes, sinto que tenho um David Bowie dentro de mim. Não se ponham já com considerações despropositadas! Eu pareço uma cana rachada a cantar, não tenho um olho de cada cor e não me sinto nenhum camaleão, mas... uma lagartixa. Sim... uma lagartixa. Foi assim que me senti este fim-de-semana. Por momentos, deixei de ser teia e virei lagartixa!

Eu não sei o poder que o sol exerce sobre vocês, mas para mim é um autêntico antibiótico, como se me fizesse sair de um coma profundo.

No sábado de manhã, assim que uns raios tentaram invadir o meu quarto, saltei da cama, despachei-me e deixando para trás as tarefas domésticas (elas não "azedariam"... já o sol... esse... não esperaria!), rumei à minha praia preferida nesta altura do ano. Quando lá cheguei, dei com o cenário perfeito: sol quente, concentrações de gaivotas, mar fabuloso. Crianças brincavam, casais passeavam, "desportistas" faziam a corrida semanal e eu... eu... sentei-me na areia, fechei os olhos, absorvi o máximo de raios de sol que consegui e... não pensei em nada... em absolutamente nada! E senti-me bem... muito bem...

À noite, a palavra lagartixa ganhou toda a sua amplitude! Foram 4... a primeira vitória de 2008... já não era sem tempo! Confesso que, momentos antes do jogo do meu Sporting, fui invadida por um certo receio... O vocábulo "Lagoa" remeteu-me para... água... "meter água". Dado o apito final, o meu receio revelou-se infundado... Thanks God!

Considerações futebolísticas à parte, vou ali, num estantinho, entregar-me nos braços de Morfeu, pois há mais uma semana de trabalho para cumprir e a minha tem início às 10.30 com uma reunião de trabalho na cidade que "tem mais encanto na hora da despedida". Desconfio que esta expressão fará mesmo todo o sentido quando virar costas... reuniões de trabalho só trazem... mais trabalho! Help me... eu só queria um lugar ao sol!!! Será pedir muito?!

 

Sinto-me: Lagartixa ao sol...
Música: David Bowie - "wild is the wind"
publicado por Teia d´Aranha às 00:07 | Comentar | Ver comentários (8)

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

 

  • E que tal ter tomates para dizer o que vai vem e o...
  • El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un pr...
  • Oláaa, alguém sabe onde se encontram...
  • Pode ser interessante...Para quem gosta e QUER esc...
  • Fiquei triste, admirava mesmo a forma como escrevi...

subscrever feeds