Momentos...

  

Procurámo-nos... dispensámos quase os olhares ou as palavras... apenas nos procurámos...

 

 

Fiz uso dos meus sentido e tacteei-te levemente, procurando reconhecer as tuas formas, encostei-me a ti para absorver o teu cheiro e apoderar-me do teu calor...

 

 

O desejo de te sentir tomou conta de mim e, sem pensar em absolutamente mais nada, sem interrogar... deixei-me levar...

 

 

Despi-me de tudo, permiti que as minhas defesas se metamorfoseassem em entrega, num momento que procurámos eternizar até onde fosse a nossa vontade...

 

 

 

Moldámo-nos um ao outro, num encaixe perfeito, numa sintonia ímpar...

 

 

Antes de adormecer, fixei-te, puxei-te para mim e desejei que quando eu acordasse... ainda ali estivesses... 

  

 

(Obrigada, almofada, por mais estes momentos! A minha falta de inspiração dá-me para isto... Retomarei o meu estado normal assim que fôr possível) 

 

 

 (Pedro Abrunhosa - Algarve)

 

P.S.: Eu sei... desta vez não contextualizei a música. Mas apetece-me que seja esta!

 

 

Sinto-me: just fine!
publicado por Teia d´Aranha às 16:10 |