Não se aceitam encomendas

Ontem, do outro lado do Atlântico, pediram-me que escrevesse sobre... DESEJO... Não disse nem que sim, nem que não... disse que ia pensar no assunto.

A minha indecisão teve a ver, fundamentalmente, com a temática. É que "Desejo" é um conceito tão vasto! Pode ser analisado e discutido de todas as maneiras e feitios! Não é que  eu não consiga escrever sobre o assunto, mas estou certa que acabaria por abordá-lo de forma muito pouco cristã e isso poderia ferir susceptibilidades de almas mais regradas...

De qualquer forma, avaliei o pedido e cheguei a uma conclusão: não consigo escrever assim com orientações, com tema imposto, por "encomenda". É como se me dissessem: "Epá, faz-me aí um dúzia de rissóis, duas de croquettes  e uns pastelinhos de bacalhau!"

 

 (Não pensem que me dedico a confeccionar e a vender salgadinhos... mas se quiserem umas "quiches"... é uma questão de conversarmos...  Também alugo sala para despedidas de solteiro/a,  casamentos, baptizados, divórcios, conferências e reuniões daqueles produtos que fazem emagrecer. Indiquem, por favor,  se  querem conjunto de baile ou organista)

 

(Limp Bizkit - My Way)

 

Sinto-me: "escritora" independente
publicado por Teia d´Aranha às 17:28 |