Enjoy the silence...

 

"Le bruit au travail gêne une personne sur deux": este é o título de um artigo do jornal Le Monde, publicado ontem.

(Hoje decidi armar-me em mete-nojo e comecei em francês... Sim, porque eu falo francês! Mas não toco piano... nem sequer ferrinhos!)

 

Para quem não domina a língua do Senhor Presidente Sarkozy, eu traduzo: "O barulho no local de trabalho incomoda uma em cada duas pessoas"... Ah, pois é!

Mas devo sublinhar que este é o resultado de uma sondagem feita aos gauleses que se sentem perturbados sobretudo com telefones, músicas, ruídos mecânicos, barulho da circulação automóvel, entre outros...

As categorias profissionais mais afectadas são os agricultores (quem os mandou trocar a enxada pela maquinaria? Agora, aguentem!) e os operários fabris e da construção civil (nem assim se coibem de berrar uns piropos!).

  

E a nós, povo lusitano, quais os ruídos que nos põem mais os nervos em franja?

 

Eu posso revelar, desde já, o que me fere a audição, os ruídos que eu eliminaria sem dó nem piedade do meu universo:

- a voz da entidade patronal ( é que era já!);

- o barulho da minha vizinha de cima que acha que a meia-noite e a uma da manhã são as horas ideais para proceder às limpezas semanais;

- o toque do despertador; 

- o som daquelas vozes que não transmitem nada a não ser... ruído!

A lista seria longa, mas quero dar-vos oportunidade de se manifestarem... Se o não fizerem, sou menina para ir organizar um buzinão junto ao vosso local de trabalho...

 

Por agora, deixo-vos o "Enjoy the Silence" dos Depeche Mode numa nova versão ( eu sei que sou uma "seca" com esta minha mania de quase sempre ilustra o post com uma música, mas é mais forte do que eu... Sorry!)

(Lacuna Coil - Enjoy the silence)

 

Sinto-me: remetida ao silêncio
publicado por Teia d´Aranha às 10:28 | Comentar | Ver comentários (16)